Txika: Karta pa si Papa!

Destaque

Pasa algun tenpu des di kel dia ki Txika enkontra se kriansa ferida. Na primerus dias e fika ta txoma-l pa es torna papia, mas verdadi e ki se kriansa e el i txoma-l ka algu ki ta funciona mutu ka si? El sta dentu del, na ses memorias, na ses asons, na ses sonbras. … Continue lendo Txika: Karta pa si Papa!

Memórias com sabor a tabaco

Destaque

As velhas persianas de madeira rangeram ao abrir. Saboreou o cigarro de tinha na boca. Ultimamente, o cigarro era das poucas coisas que lhe davam prazer na vida. O cheiro que lhe subia à cabeça trazia boas, mas dolorosas memórias.

De valor…a Dó e a Titita

Destaque

Psicóloga de formação, é no meio das crianças que Manuelisa Cardoso se sente realizada. Este ano prepara-se para lançar a sua primeira obra, uma colectânea de 12 contos infantis, que tem por objectivo, além de estimular a interação entre pais e filhos, propor uma reflexão sobre os valores. A obra conta com as ilustrações inéditas da Gina Cruz, que já nos habituou com os seus desenhos aqui no blog. Para festejar o dia 1 de junho partilhamos hoje un dos contos do livro que estará brevemente nas nossas livrarias. Obrigada Manu e Gina pela partilha e que esta seja primeira de muitas obras.

Binti

Binti fala das vivências da sua infância, dos conflitos que os seus pais tinham e que lhe deixaram marcas que trouxe para vida adulta. Binti convida todos a olharem para essas marcas, procurarem curar as suas feridas para que não sejam reféns dessas feridas. Binti convida todos a olharem para seus filhos e perceberem em que medida são vítimas dos conflitos entre pais e mães separados

(Re)encontro de almas

Destaque

Nada melhor, depois de um dia de trabalho, do que sentar-se num café à beira mar para comer qualquer coisa e escutar as ondas do mar. O barulho do mar é um calmante poderoso. Tinha passado uma semana, mas na sua mente parecia uma eternidade. Já se tinha questionado mil vezes se teria tomado a decisão correta.

Prazer Txika, ami e bu kriansa interior

Destaque

Txika txiga na kaza dipos di sol kanba! Sin ki e entra mama pergunta-l pamo ke sta txoraba. E kori mon na rosto e fla-l: “ka nada nau mama!” E subi pa kuartu i kumesa tra ropa i fulha na txon, ah si e pudia duspiba se pele i dexa di ser txika pe vira … Continue lendo Prazer Txika, ami e bu kriansa interior

Milanka bo ka branka nau!

Destaque

Milanka ba studa i e deskubri ma si privilejiu branku ki tudu vida e disfruta de-l fika na se pais, na undi ki e pensaba me ta serba aseite e torna atxa rejeison. Milanka e un africana de kabelu bedju ki diskubri se primeru raiz na pe di se kabesa.

Um Vinho e um Amor…próprio por favor!

Destaque

“dja tem txeu tempu ki mudjer ta nasi ku se distinu trasadu pa se familia, pa sosieadi…ningen ta pergunta-l kuze ke kre kuze ke mesti, ka interesa. Mudjer ta prendi finji pe podi ser “aceite”, pe atxa kel maridu, pe tem kel vida de sonho. E ta prendi me tem ki aseita traison, auzensia, indiferensa, pankada…Um mudjer oras ki ta liberta, e um energia potenti. Libertason podi lebau un vida, mas enkuantu tiver ar po respira e bu korason bati, sabi ma inda tem tempu di bu ser donu bu distinu”

A sua menina

Destaque

"Já no barco a brisa fresca fez-lhe lembrar do tempo em que ia brincar na praia juntamente com os outros meninos, também eles filhos de pescadores e peixeiras. O mar acalmava-a. Deixou-se dormir pela primeira vez em anos". Este conto integra a Antologia "Mulheres e seus destinos” (2019).

Juliana spia pa tras

Juliana tinha 14 one. Pel kor d’xuklate, kimode pa sol, kbel krespe lor, sintura fine, perna kunpride. Al tinha ardode odje azul d’se bisavo, marinher ingles ke ta binha kariga sal na Porte, na Bubista pa liva pa Merka. Al ta vivia al so ma si mai. Si pai nunka al ka ta udjaba-el, s’es … Continue lendo Juliana spia pa tras